Como ter uma Personalidade Agradável

"Quantas vezes nos decepcionamos com pessoas que admiramos profundamente? Conhecê-las pessoalmente, muda instantaneamente nossa atitude. O artista precisa, antes de tudo, desenvolver uma personalidade agradável. Faz parte de um comportamento que, além de necessário, pode e deve ser aprendido. Seus princípios, são sua alma. Estar num mercado de shows e eventos, requer contato constante com seu público. Existem, mais do que você imagina, pessoas que admiram, respeitam e se identificam com sua atuação. Nada pior do que perceberem que, por trás de tudo, há alguém que não oferece o mesmo respaldo, trata todos com desdém e altivez e, acima de tudo, coloca objetivos financeiros em primeiro plano. A discrepância entre a lenda e a realidade é uma decepção muito grande para os que gostariam de acreditar ter encontrado um herói."
Jorge Sabongi

 

 

"Tudo será sempre mais difícil para pessoas difíceis."

O mercado de dança cresceu de forma desmesurada e desenfreada. Nunca houve regras. Um mercado que desconhece hierarquia, cada uma luta por si própria, sem objetivo claro e, principalmente, sem disciplina. É natural tanta desorganização e desequilíbrio.

Temos um extenso trabalho a realizar. Não acontecerá mágica e não haverá ninguém que virá em nosso salvamento. A iniciativa terá que nascer de dentro para fora. É uma questão de decisão pessoal.

Tenho percebido muitas pessoas, ao longo de suas carreiras, quebram o encanto que produzem a outras, por não possuírem o preparo estrutural adequado, desrespeitando regras e princípios básicos de convivência.

A causa principal dessa decepção é o não desenvolvimento de uma personalidade agradável.

Acredito muito no retorno e no desenvolvimento em longo prazo. Tudo que fazemos e que surte efeito imediato não é permanente. É necessário mexer na estrutura. Desenvolver uma personalidade agradável é uma tarefa que requer um esforço de dentro para fora e, acima de tudo, uma decisão de se tornar alguém melhor a cada dia.

A maioria das pessoas não tem noção do quanto podem desenvolver sua personalidade em pouco tempo. Pior, não tem noção de que a regência de suas vidas nesse desenvolvimento possui duas pedras fundamentais: crenças e princípios. Trata-se de um comportamento aprendido.

Aquilo em que você crê o torna quem você é e lhe dirige em longo prazo, definindo o seu destino. E os princípios arraigados dentro de si o(a) tornam alguém que atrai ou afasta as pessoas. É uma questão de escolha: ser um "elemento catalisador" ou um "elemento desagregador”.

Seus princípios nascem dentro de você, desde a sua mais tenra infância. Eles são o resultado de suas experiências no âmbito familiar, suas observações durante a vida, incluídos seus revezes e suas tristes ilusões (portanto, utilize-as como forma de aprendizado e crescimento). Eles dizem muito sobre como você vê as pessoas e as relações interpessoais, e, principalmente, como você lida com os problemas e encontra soluções. São eles que determinam se você será uma pessoa receptiva ou amarga, pois eles moldam seu caráter.

Desenvolver uma personalidade agradável requer, antes de tudo, equilíbrio e utilização das ferramentas certas. Você jamais usa um martelo num parafuso, mas sim uma chave de fenda. O parafuso é o seu problema e a chave de fenda é a sua solução.

Para iniciar essa (re)construção, tem-se na literatura a ferramenta número um. Porém, essa literatura deve ser adequada. Esse cuidado é pertinente, pois muitas pessoas deixam de cultivar o hábito de ler por terem começado essa empreitada com livros inadequados. Para elas, os livros não são a ferramenta, mas o parafuso. Há também aquele estigma escolar que associa a leitura a um prêmio específico: só se deve ler se houver um ganho imediato. Entretanto, os benefícios não se referem a notas ou a prêmios e sim ao crescimento pessoal. 

Mesmo lançando mão de excelentes leituras, lembre-se que, fundamentalmente, construir uma personalidade agradável está fincado no seu conceito de respeito. Respeito ao trabalho de todos, às limitações de cada um e a você mesmo(a). A forma como você lida com isso determina seus resultados e sua posição no meio social. Infelizmente, o desrespeito é um vício. Quando menos percebemos, estamos falando mal de alguém ou produzindo algum tipo de comentário negativo, que não beneficia ninguém. Isso parece ser uma premissa no mercado artístico, faz parte do cotidiano, quando deveria ser um sinônimo de vergonha. Falar mal de outras pessoas e fazer disso uma constante acaba desestruturando o seu caráter.

Como se trabalhar então, pra ser uma pessoa com personalidade agradável? Vamos apresentar algumas atitudes desse tipo de pessoas, contrapondo-as às condutas indesejáveis:

PERSONALIDADE AGRADÁVEL

FALHAS DE CONDUTA

Falam de forma tranquila e modulada; não elevam o volume da voz, com quem quer que seja, e têm equilíbrio no que falam

Nada pior que alguém falando alto e com voz estridente (o ponto de partida já começa mal).

Têm um bom humor inabalável e se adaptam a todas as situações e ambientes.

Pessoas que mudam o humor com facilidade são difíceis de suportar. Estar sempre de bom humor é uma questão de decisão, cada lugar e cada situação exigem flexibilidade.

Após avaliar a situação, escolhem as palavras certas e o modo mais apropriado para se expressar (de nada adianta falar de modo certo com as palavras erradas).

Expressar-se de forma arisca e impositiva só afasta as pessoas. Exercite pensar antes de falar, e falar com as palavras certas.

Deixam transparecer sua emoção ao comentarem algo.

Já reparou naquelas pessoas que falam parecendo senhoras da verdade? Olham por cima e fazem questão de esconder a emoção (ou será que já a perderam?).

Sabem que, ao conversar, é mais importante ouvir.

A melhor maneira de iniciar um bom papo é saber ouvir.

Não falam mais do que devem e, quando falam, são conclusivas.

Quem fala muito, geralmente acaba falando besteiras, pois não consegue amarrar as ideias, caindo em contradição. Fale somente o necessário.

Respeitam opiniões e não criam polêmicas desnecessárias.

Quando você vive rodeado(a) de pessoas, é preciso entender que todos ali têm um tipo de opinião. Sua forma de se conduzir em grupo deve ser exemplo.

Conhecem a distinção em lidar com as mais diversas pessoas e tratam todos de forma igual e respeitosa, não existindo diferença ou predileção.

Todas as pessoas têm algo a lhe acrescentar; mesmo aquelas que ocupam funções mais humildes. Numa única frase, elas podem mudar os paradigmas dos ouvintes e, quem sabe, suas vidas. Trate-as sempre com respeito e dignidade.

Independente da posição que ocupam, não se vangloriam.

Contar vantagem lembra o primário. Se você já passou dessa época, a fase é outra.

Sua conduta é impecável, quase que cristalina, não tendo, por hábito, falar mal das pessoas.

Se houvesse uma câmera mostrando quem você realmente é, ela poderia ficar o tempo todo ligada?

Não se utilizam de jogos duplos, para agradar ou ganhar a confiança das pessoas, objetivando algo premeditado.

Jogar com as pessoas, visando a benefícios próprios, denota falsidade e falta de caráter. Um dia, tudo vem abaixo. Seja integro(a). 

Têm intenções claras e definidas, nas tomadas de decisões.

Como buscar um objetivo sem ter claramente um planejamento? Ou tramando às escondidas? Tenha clareza naquilo que pretende: escreva numa agenda e vá corrigindo ao longo do caminho.

São pacientes com todos os tipos de pessoas.

O sucesso traz consequências, uma delas é a responsabilidade social, o respeito para com todos que lhe admiram. Faça por merecer. Seja paciente, não desaponte quem lhe quer bem!

Não se utilizam de mesquinharias e sabem perfeitamente o quanto isso amplia a mediocridade.

Concorrer é conviver com a mediocridade, estabeleça planos e metas para si e mantenha o foco. Olhe para os lados para se situar, não para criticar e tentar se autopromover.

Têm conhecimento do verbo "doar", sem esperar nada em troca.

Só mesmo aqueles que já conseguiram conjugar corretamente esse verbo conhecem o resultado.

Anote você também, mais opiniões!

Ninguém melhor do que você para começar a construir sua própria opinião sobre o desenvolvimento de personalidades agradáveis.

Temos aí uma base. Estar no meio artístico exige um aprendizado que poucos conhecem ou se dão ao luxo de tentar. Ser alguém de respeito é difícil. Mas, mesmo assim, é possível tornar-se uma lenda com o passar dos anos. Basta desenvolver um trabalho sério e com consistência. Para se manter como ícone, você terá que se aprimorar permanentemente, seja no profissional, seja no pessoal.

Constantemente, procure criar ondas de reverberação positiva. Isso, por si só, irá favorecer a aproximação das pessoas.

O que você tem feito, nos últimos tempos, para desenvolver uma "personalidade agradável"?

 
Jorge Sabongi - Fevereiro/2004

Este texto é parte integrante do livro "Direção e Preparação Artística"

Copyright ©2012 Jorge & Débora Sabongi - Brasil. Todos os direitos reservados.


revisão editorial:   Andrea Loli  (Brasília - DF)


Se você gostou deste artigo, visite também nosso site:
Tudo sobre o Egito

  Retornar ao site Khan el Khalili
"A Casa da Arte da Dança do Ventre"
desde 1982
Casa de Chá Egípcia e Cafeteria
Fone: (11) 5571-3295 - São Paulo - SP - Brasil